Summary

BRICS Business Magazine thanks Victor Bereznoi for the translation into Portuguese.


Resumo da edição

A BRICS através da bola de cristal: quatro cenários futuros

A BRICS hoje é um clube de economias emergentes que procuram reforçar a sua integração política e econômica mútua em resposta a novos desafios complexos do nosso tempo. O que abre uma janela de oportunidades para os cinco países da BRICS é o fato de que outros grupos semelhantes talvez não estejam à altura dos problemas globais atuais ou não disponham de recursos necessários para resolvê-los. Segundo pensam os analistas do Instituto Russo de Estudos das Economias Emergentes da Escola Superior de Gestão SCOLCOVO (Moscou), atualmente existem quatro cenários possíveis de evolução do grupo de países BRICS em função de como ativa seria a sua integração política e econômica.

Então, como se prevê no 1o cenário, a BRICS ficará um clube cujos membros serão relutantes em delegar-lhe elementos das suas autoridades políticas e econômicas soberanas; sendo um cenário de inércia, os peritos de SCOLCOVO o acham o mais provável de todos.

O 2o cenário, porém, prevê a formação de uma aliança. Tal cenário será possível se a comunidade ocidental continuar com os seus esforços visando travar a reforma das instituições políticas e econômicas internacionais; face a este contexto, os cinco países concentrar-se-ão no fortalecimento do seu poder de influência política através da formação de uma organização internacional de pleno direito.

O 3o cenário prevê a formação de uma União como resultado de os países BRICS continuarem a reforçar as suas relações econômicas e comerciais em resposta ao agravamento da situação econômica nos mercados emergentes juntamente com o lançamento da terceira revolução industrial nos países desenvolvidos que até agora continham o crescimento das cinco economias da BRICS.

E, por ultimo, o 4o cenário prevê a formação de uma Corporação dos cinco para poderem consolidar as suas capacidades econômicas e políticas enfrentando juntos os desafios globais, estando cientes de limitações do comércio dentro do grupo.

Porque vale a pena ser “bom”?

Para poderem fazer face aos desafios de um mundo globalizado, os países precisam colaborar mais em vez de competir entre si. Ou seja, procurar ser “melhor”, segundo os termos do Índice de Bom País (Good Country Index, GCI) recentemente publicado. O Índice de Bom País mede o quanto cada um dos países listados contribui para o bem do planeta e da humanidade. O conceito deste índice foi desenvolvido por Simon Anholt. Na sua entrevista exclusiva para a BRICS Business Magazine, o perito de renome mundial no campo da estratégia internacional descreve as vantagens da vida em um bom país e o porquê deve-se aspirar a viver assim.

“RosTech atua mesmo aonde carecem motivos de mercado”

Helicópteros de uso civil e militar, metralhadoras Kalashnikov, legendários caminhões “KAMAZ” que são campeões tradicionais nos ralis Paris-Dakar, peças feitas de ligas de titânio que se usam globalmente na indústria de aviação e ainda o único smart-phone com duas telas – sem ser exaustiva, esta lista dá-nos uma idéia geral sobre os produtos fabricados pela RosTech. Na sua entrevista exclusiva para a BRICS Business Magazine o Presidente da empresa estatal russa Sergei Chemezov conta-nos das soluções industriais de alta tecnologia que a Rússia pode oferecer aos seus parceiros da BRICS.

Será que haverá presidentes ainda mais radicais?

O presidente do Uruguai José Alberto Mujica Cordano é um dos estadistas mundiais mais excêntricos da contemporaneidade. Em vez de viver em um palácio presidencial, vive em uma casa muito pequena e modesta; doa 90% do seu salário para projetos de caridade. Legalizou a maconha e os casamentos entre pessoas do mesmo sexo. A sua conquista principal, contudo, consiste em não renunciar nunca a seus ideais revolucionários, nem que seja pelo fato de estar ao leme de uma nação. O leitor desta edição da BRICS Business Magazine encontrará a história de uma transformação de um dos membros mais ativos do movimento Tupamaros em líder do país que toma decisões pouco ortodoxas e sempre faz tudo sozinho, exortando os seus concidadãos a seguir o seu exemplo.

Official partners

Logo nkibrics en Logo dm arct Logo fond gh Logo palata Logo palatarb Logo rc Logo mkr Logo mp